no

Cidades quenianas recebem dispositivos que usam energia solar para converter água do mar em água potável

Para cada 100 litros de água em nosso planeta, 97 são salgados e perigosos para o consumo. Portanto, a invenção de uma usina de dessalinização que converte milhões de litros de água do mar em água potável é uma revolução em si mesma.

Esta inovação é impulsionada pela Solar Water Solutions (SWS), uma empresa finlandesa muito próxima de fornecer ao mundo água potável essencialmente ilimitada por meio de sua exclusiva tecnologia de dessalinização sem carbono e com custo operacional zero.

O equipamento de dessalinização será implantado em Kitui, Quênia, com o apoio do grupo holandês Climate Fund Managers, como parte de sua meta de longo prazo de fornecer água a 400.000 quenianos rurais até 2023. Eu sou.

Para fazer isso, a SWS tornou mais fácil e eficiente “embalar” as usinas de dessalinização em contêineres e transportar 200 unidades até a costa de Kitui. Na água salobra, os painéis solares são totalmente alimentados.

“Esta parceria entre CFM e a cidade de Kitui pode revolucionar o acesso a água potável e segura no interior do Quênia”, disse Antti Pohjola, CEO da Solar Water Solutions. “Este projeto demonstra um avanço na infraestrutura de água movida a energia solar.”

SWS usa osmose reversa. Este é um método eficaz, mas demonstrou ser perigoso para os seres humanos e para o ambiente natural.

Um estudo de 2007 detalhou que o resíduo dessa técnica é sensível a incrustações e incrustações e precisa ser lavado com produtos químicos que podem se tornar tóxicos quando a água é recebida.

O subproduto da osmose reversa é água salgada contaminada, que é duas vezes mais forte que a água do mar normal e é mortal para as plantas da região.

Para superar esse problema, a SWS projetou o produto com pouca manutenção necessária. Desde que a salmoura do subproduto seja descartada adequadamente, nenhum dano ao ecossistema ocorrerá durante o processo de dessalinização.

Fonte: GNN
Foto: Duplicar / YouTube / Solução Solar Water

Junto com Stone, viajamos para o Brasil e apresentamos negócios que muitos não teriam sucesso em nosso país. Confira o primeiro EP da série web. E se eu estivesse no Brasil?

Quer ver sua agenda e por quê? Clique aqui para contribuir com o maior e melhor site de notícias do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uma mulher resgata um pitbull deitado na ferrovia alguns segundos antes de o trem passar [VIDEO]

Um menino de 4 anos conquista o Instagram com um skate ousado: “Promessa do esporte”